Bem Vindo ao Nosso Site.

Hortolândia recebe mais três profissionais do programa Mais Médicos

Município conta agora com 26 profissionais enviados pelo governo federal

A Prefeitura de Hortolândia, que já contava com 23 médicos cubanos atendendo em diversas unidades de saúde, por meio do programa do governo federal Mais Médicos, recebe mais um reforço no número de profissionais. Uma médica brasileira chegou ao município na última semana e, nesta sexta-feira (30/05), mais dois clínicos serão recebidos. Com isso, a cidade conta com 26 médicos do programa, atuando em USFs (Unidades de Saúde da Família) e UBSs (Unidades Básicas de Saúde).

Desde dezembro de 2013, há médicos cubanos trabalhando com ações preventivas em vários bairros, levando orientações de promoção à saúde para a população. A primeira médica brasileira do Mais Médicos a chegar a Hortolândia é Iracy Cássia Souto Ralin, de 28 anos. Natural de Sergipe, Iracy é clínica geral, formada pela UniGranRio, no Rio de Janeiro. Recém-formada, ela conta que já atuou em USFs, além de urgência e emergência na cidade do Rio de Janeiro, onde também atendia em consultório particular. “Quando tive a oportunidade de participar do Mais Médicos, escolhi Hortolândia porque meu namorado mora em Indaiatuba. Então, ficaria mais perto dele”, revela.

Sobre a primeira impressão que teve de Hortolândia, Iracy diz que gostou do “porte da cidade”. “Não vi muita coisa ainda, mas os pacientes me contam muita coisa boa, que tem empresas e grande oferta de emprego por aqui. Estou conhecendo a cidade pelo que os pacientes me contam”, brinca. A profissional afirma, ainda, que aposta no Mais Médicos como uma medida para melhorar a saúde do Brasil. “Principalmente na prevenção, com o trabalho de saúde da família, podemos contribuir muito”, avalia.

Nesta sexta-feira, a Secretaria de Saúde – Atenção Básica e Especializada, recebe mais dois médicos do programa do governo federal: um brasileiro que estudou e viveu na Bolívia e um argentino. Ao chegarem a Hortolândia, os novos médicos serão recepcionados pelo prefeito e por toda a equipe da Secretaria de Saúde. Logo nos primeiros dias na cidade, eles também conhecem os projetos desenvolvidos na área da saúde, como o trabalho de promoção da saúde realizado nas USFs. Cada médico recebe uma ajuda de custo de até R$ 1.800,00, para custeio de moradia e alimentação. O valor é determinado pelo Ministério da Saúde.

Talvez você se interesse por

  • Imagem

    Servidores da Emei São Sebastião assistem palestra do Hortoprev

    Ver...

  • Imagem

    Funcionários do PSF do Jardim São Sebastião recebem orientação previdenciária

    Ver...

  • Imagem

    Servidores da Emef Armelinda Espúrio da Silva assistem palestra do Hortoprev

    Ver...

  • Imagem

    Um ancião de bem com a vida

    Ver...

  • Imagem

    Sobre as acusações do Sindicato, o Hortoprev informa:

    Ver...

  • Imagem

    Hortoprev reúne aposentados e pensionistas para discutir criação de conselho

    Ver...